sábado, 27 de abril de 2013

VITAMINA D - ATÉ 10 MIL UNIDADES NÃO CAUSAM INTOXICAÇÃO

INFORMAÇÃO IMPORTANTE PARA QUEM QUER CONHECER A VITAMINA D E O DR. CÍCERO GALLI COIMBRA, PIONEIRO NO TRATAMENTO COM ALTAS DOSES DE VITAMINA D para DOENÇAS AUTOIMUNITÁRIAS NO BRASIL.


http://objetodignidade.wordpress.com/2012/11/10/10-000-unidades-todos-os-dias-nao-causam-intoxicacao-nos-estados-unidos-doses-de-10-000-unidades-de-vitamina-d-sao-vendidas-nas-farmacias-sem-receita-medica-e-assim-porque-a-dose-de-10-00/




“10.000 unidades todos os dias NÃO CAUSAM INTOXICAÇAO. 

Nos Estados Unidos, doses de 10.000 unidades de vitamina D são vendidas nas farmácias, sem receita médica. É assim porque a dose de 10.000 unidades não tem efeitos colaterais e não causa intoxicação” – Dr. Cícero Galli Coimbra

Todas as pessoas que desenvolvem doenças autoimunitárias e neurodegenerativas, tais como Mal de Parkinson, Esclerose Múltipla, Psoríase, Vitiligo, Tireoidite, Artrite Reumatoide, Alzheimer, Diabetes, Câncer e a própria Depressão, entre outras, verificada em exames de sangue, o 25(OH)D3, deficiência de Colecalciferol, a vitamina do Sol. 

Cristiane Rozicki

—–     

foto revista ISTO É

Dr. Cícero Galli Coimbra, Phd,  professor livre docente do departamento de neurologia e neurocirurgia da UNIFESP, Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, onde dirige o Laboratório de Fisiopatologia Clínica e Experimental. Atua na área de Medicina (Neurologia e Clínica Médica), com ênfase em doenças neurodegenerativas e autoimunitárias.  


Cícero Galli Coimbra é médico graduado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1979), possui título de especialista em medicina interna (1981) e neurologia (1983) pela mesma instituição, e em neurologia pediátrica (1985) pelo Jackson Memorial Hospital da Universidade de Miami, EUA.  

Obteve o título de mestre (1988) e doutor (1991) em Neurologia pela Universidade Federal de São Paulo e pós-doutorado (1993) pela Universidade de Lund, Suécia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário